El tango Argentino

O tango é uma das danças mais conhecidas no mundo. O tango mescla o drama, a paixão, a sexualidade, a agressividade. Quando dançado por um casal, o homem sempre conduz a mulher, a mulher é sempre submissa. Pois bem, ontem, A seleção brasileira dançou o tango argentino e foi conduzida durante todo o jogo como uma verdadeira dama durante a dança.

Com a derrota de ontem, a seleção chega à marca de cinco jogos sem vencer. A situação ruim da seleção não é a derrota em si para a seleção Argentina. O jogo é um clássico sul americano, perder ou vencer seriam normais para ambas as seleções. Mas o lado ruim da seleção brasileira é que ela vem mostrando um futebol medíocre. A forma de jogar é mesma, não tem inovação, não tem ousadia nas substituições durante o jogo, o time fica com a bola e não tem objetividade, não chuta a gol e não faz gol.

Tite literalmente representa o que há de velho no futebol brasileiro; Time recuado, volantes em todos os setores do campo, laterais que não avançam para ajudar no ataque e sem habilidades, zagueiros que não sabem sair jogando. Durante o jogo, ao invés de substituir jogadores ou esquema tático, troca-se apenas jogadores, um atacante por outro, um volante por outro, um meia por outro. Vocês percebem semelhança entre o Tite com o Mano, Carille e demais técnicos em atividades no Brasil?

Esta forma de jogar é o que representa o “reinventar” proposto pelo Tite na coletiva antes do jogo contra a Argentina. Parece irônico, mas esta é forma de pensar dele.

Confesso que desde a Copa do Mundo não tenho mais prazer em ver a seleção formada pelo Tite. Deixar Dudu de fora de uma copa onde por dois anos foi considerado o melhor jogador em atividade no Brasil para levar Taison e levar Fagner roça mata no lugar do Daniel Alves foi o cúmulo da submissão à CBF e seus patrocinadores.

A tendência é continuarmos a ver os mesmos jogadores na seleção. Os “parcas” de churrasco, os que possuem empresários influenciadores, os que podem ser vendidos. Mas um time competitivo para ser campeão do mundo, nós não veremos. Quem sabe quando este contrato com a empresa da Arábia terminar e a CBF deixar de pensar no bolso e passar a pensar no futebol?

Até lá, sugiro jogarmos vídeo game, PES, FIFA ou Bomba Patch que é 100% atualizado, criar a Master Liga com o pior time do jogo e ir avançando nas divisões e comprando jogadores para formar o time ideal. Disputar a Copa do Mundo e escolher aqueles que achamos ser melhores. Teremos mais emoção jogando do que assistindo a um jogo da seleção brasileira.

Um abraço,
Benigno Nascimento

Comentários do Facebook

Benigno Nascimento

Paraibano arretado, casado com Kelly Nascimento, pai da princesa Layse e do herói Mosias. Torcedor do Palmeiras e do Belo da Paraíba. Jogador de Play2 e que só joga a Master Liga com os piores times. Gosto de escrever sobre o futebol pois sou apaixonado por este este esporte

Deixe uma resposta

Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram