Quanto mais assisto o futebol atual, mas saudade me dá dos anos 90

Quem viveu nos anos 90 saberá o que pretendo expressar neste texto. Assistir a futebol hoje em dia, tem me dado saudade do futebol dos anos 90. E vou aqui, explicar minha nostalgia com o tempo em que até a torcida era muito mais animada nos estádios.

Pra quem viveu nos anos 90 e teve o privilégio de acompanhar o futebol, lembram de como a técnica, agilidade e criatividade dos jogadores e conseqüentemente do time eram bem diferentes do que temos hoje.

Hoje, temos o chamado futebol compacto, onde o time é pragmático e joga em função de uma armação tática, onde, como em um jogo de xadrez, todos se movem de maneira particular e coordenada um com o outro. Raramente você ver jogadas de efeito, jogadas individuais em direção ao gol. Poucos jogadores fogem da regra do time compacto e fazem uma vez ou outra as jogadas individuais indo pra cima do marcador e em direção ao gol.

Tínhamos clubes nos 90 que nunca precisaram deste jogo compacto para serem campões. Clubes que davam gosto de pararmos em frente a uma TV e vê-los jogar.

Na Europa

Barcelona até 1994
Quem nunca parou para assistir ao Barcelona dos anos 90 treinado pelo Johan Cruyff? Time rápido, jogavam pra frente sem medo de sofrer gols. Era um dos mais temidos na época. Destaques como Guardiola e Romário marcaram uma geração na Espanha.

Ajax de 1993 a 1996
Time que foi uma base para duas copas do mundo, 1994 e 1998. Quem não lembra dos irmãos De Boer? Seedorf, Davids, Kluivert e elenco.
Time leve, passes rápidos e de excelente finalização. Sagrando-se campeão invicto da Liga dos Campeões temporada 1994-1995.

Parma de 1998 a 2000
Time repleto de estrelas; Buffon, Cannavaro, Dino Baggio, Veron, Ortega e grande elenco. Time marcado pela agilidade e técnica dos seus meias campistas.

No Brasil

Grêmio de 1994 a 1997
Time que continua garra e sangue nos olhos para vencer. Arce, Emerson, Carlos Miguel, Paulo Nunes, eram jogadores do clube que entraram para a história do futebol brasileiro.

São Paulo 1991 a 1994
Este sem dúvidas, um dos mais importantes para o futebol brasileiro nos anos 90. Duas vezes campeão mundial de clubes contra dois poderosos clubes da Europa, Barcelona e Milan.
Tina no elenco, Zetti, Cafú, Cerezo, Raí, Palinha e grande elenco. Time de jogadas rápidas e passes precisos. Ataque matador.

Palmeiras de 1993 a 1999
Início e término da era Parmalat. Bicampeão brasileiro, campeão da Liberadores, Campeão da Copa do Brasil. Marcou época no Brasil e foi quando em 1994 eu comecei a ser porco com muito orgulho.
Elenco: Veloso, Casar Sampaio, Rivaldo, Roberto Carlos, Edilson, Edmundo e muito mais. Ataque finalizador e meias de qualidade.

Anos de ouro para o futebol. Os estádios tinham bandeiras gigantes, ingressos mais baratos, Maracanã tinha a geral, final de título a torcida invadia estádio para comemorar junto com os jogadores. Algo impossível de vermos hoje.
Vou nem entrar no mérito das falas polêmicas dos jogadores. Pois elas eram quem dava emoção nas partidas. Quem não lembra Túlio Maravilha prometer e fazer gol nos jogos e depois zoar a torcida adversária? Quem não lembra das falas do Romário antes e depois dos clássicos?

Hoje o futebol perdeu esta magia ou sou eu que estou ficando velho e ranzinza?

Um abraço,
Benigno Nascimento

Comentários do Facebook

Benigno Nascimento

Paraibano arretado, casado com Kelly Nascimento, pai da princesa Layse e do herói Mosias. Torcedor do Palmeiras e do Belo da Paraíba. Jogador de Play2 e que só joga a Master Liga com os piores times. Gosto de escrever sobre o futebol pois sou apaixonado por este este esporte

Deixe uma resposta