Por que tanta oscilação no Verdão?

Por Benigno Nascimento

Assistir a um jogo do Palmeiras virou um teste de expectativas. O time entra em campo e você não sabe o que pode acontecer, inclusive, nada. Olhando os jogos do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras não conseguiu ganhar até agora, três jogos seguidos. Para um time com um elenco gigante de bons jogadores e que deseja ganhar mais um campeonato nacional, isso é péssimo.

A melhor sequência do Palmeiras foi nestas últimas três rodadas com duas vitórias e um empate. Empate este que tirou o time a chance de ser o segundo colocado para neste momento, ser apenas o sexto a oito pontos do Flamengo que lidera com 26 pontos. A derrota para o Sport e os empates para o Botafogo e a Chapecoense, todos eles jogando em casa, fizeram o Verdão perder a chance hoje, de liderar com 27 pontos.

Mas, por que o palmeiras oscila tanto no Brasileirão? Qual o motivo de não manter uma sequência de bons jogos?

Ataque

Com o Borja em campo o Palmeiras tem sua maior média de gols na temporada. O jogador faz falta no ataque da equipe que não consegue manter o nível de gols sem ele campo.Dudu tem até o momento, apenas 10 gols na temperada, pouco para um atacante do nível como ele. Willian vem ganhando o espaço deixado por Borja e tem feitos gols, sendo decisivo em alguns jogos, mas não é titular. Keno não tem brilhado como no ano passado. Até fez bons jogos este ano a exemplo o jogo contra o Boca, mas não tem mantido a regularidade. Deyverson, não comentarei, seria injusto da minha parte.

Meio campo

Lucas Lima não tem sido “aquele” do Santos, nem de longe tem sido decisivo nos jogos do Verdão. Sendo muitas vezes, substituído pelo Hyoran, que tem entrado e mostrado que pode brigar por espaços, caso queiram deixar. Moises tem se machucado muito, não tendo sequencias nos jogos. Guerra não tem sido utilizado com freqüência e, quando utilizado, Roger o coloca em outra posição, não como um armador de ofício, motivo pelo o que se destacou no Atlético Nacional. Com este enredo, o setor de criação do clube, não ajuda o ataque.

Volantes

Com Felipe Melo em campo, o clube sofreu menos gols e obteve mais vitórias no campeonato. Ter um volante que tenha as mesmas características deste jogador, possa ser uma saída para o Roger Machado. Não estou dizendo que Jean, Bruno Henrique, Thiago Santos que são os volantes mais utilizados pelo Roger sejam ruins. Jean esta voltando de contusão, Thiago Santos marca bem, mas não é tão bom nos passes. Bruno Henrique tem um bom passe, mas não tem força para marcar o jogo todo. Daí a dependência hoje do Felipe Melo.

Zaga

Tem falhado e muito nos jogos. A falta de sintonia e entrosamento dos jogadores é nítida em campo. Bola área é um terror para eles. A claridade do sol, da lua e dos refletores é terrível neste momento. A falta de estabilidade neste setor gera todas as expectativas da partida.

Laterais

Estão bem.

Goleiros

Com dois goleiros bons no banco, o treinador insiste em manter um mediano como titular.

Roger Machado

Meia boca. Mas não roda o elenco para dar tesão aos demais jogadores. Quando um técnico estimula de forma sadia seu time a dar o melhor para deixar dúvida em quem ele escala, ele dar a oportunidade de muitos se doarem, se jogarem na bola, chutar mais para gol, brigar e “socar Uruguaio se for necessário”. Não estimular o time, gera as oscilações que vemos hoje.

Presidente e staff

Se não voltarem a fazer uma gestão profissional como era feita a dois anos atrás, o time não vai durar muito tempo. A política do clube, não pode mais atrapalhar a grandiosidade da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Abraços,

Benigno Nascimento.

Comentários do Facebook

Fernando Michelutti

São Paulino desde 30 de maio de 1982 - O São Paulo Futebol Clube foi, e continua sendo, sua primeira paixão na vida. É fanático por futebol e se deixar assiste até a 6° divisão do campeonato inglês naquele sábado chuvoso com direito a mesa redonda e replay dos gols. Tem como hobby colecionar camisas de clubes nacionais e internacionais, além de visitar estádios e sedes de clubes sempre que esta viajando ao redor do globo. É casado com a Santa Raquel - que nunca foi enganada sobre seu primeiro amor. Também é pai da Duda, do Dani e do Pedro - uma nova geração de são paulinos que vem forte rumo ao Hepta. Agora, junto com grandes amigos, também é blogueiro aqui no papo de arquibancada!

Deixe uma resposta

Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram