O que esperar das semi-finais do Paulistão 2018? Dê seu palpite

Estamos chegando nas semi do Paulistão 2018. Começam daqui a pouco os confrontos que já eram mais do que os esperados para a reta final do campeonato.

São Paulo chega se arrastando com um time em formação, levemente parecido com o Santos.

O Corinthians vem com a mesma solidez do seu sistema de jogo, eficiente.

Já o Palmeiras chegou bem e em velocidade de cruzeiro no primeiro lugar, o que dá a vantagem de decidir a semi e uma possível final em casa.

Mas quê casa? Pra quem imaginou a primeira partida entre Santos e Palmeiras na Vila e decisão no Allianz se enganou. As duas partidas serão no Pacaembú.

O Santos porque quer a arrecadação de 45 mil pagantes e fugir da pressão de jogar um mal futebol na Vila.

E o Palmeiras alugou sua casa para o Depeche Mode (?) e seus fãs.

Não concordo.

Por mais que cada partida contará com sua torcida única (bizarro), favorecendo o mandante, o fator campo está sendo anulado nessa semi-final. Uma pena.

Aliás, as lambanças dos dirigentes são um grande tema nessas semi-finais. Colocaram as partidas em meio a duas datas FIFA. Os times chegam um pouco desfalcados.

O Palmeiras sem Borja. O Corinthians sem Balbuena, Romero e Fagner. E o São Paulo sem Rodrigo Caio e Cueva. Na minha opinião o Corinthians perde demais sem esses jogadores. Um absurdo esse calendário.

Essas ausências no Corinthians equilibram um pouco o confronto que era o menos equilibrado. O São Paulo é pior do que o Corinthians e espera maior facilidade sem a raça de Romero, o canhão no cabeceio de Balbuena e presença e marcação de Fagner.

O Tricolor só não contava com a lesão de Valdívia, uma das melhores contratações do time nesse ano.

O Palmeiras é superior ao Santos, obviamente. Porém a história mostra uma grande dificuldade do Alviverde em vencer o time da Vila. A cada 3 decisões mata-mata entre os dois times, o Santos leva duas.

Se o retrospecto entrar em campo, o azar será todo do São Paulo, que nos últimos clássicos só tem sofrido. Nos últimos 10 jogos contra o Corinthians, o São Paulo tem somente 1 vitória. São 5 derrotas para o rival e 4 empates.

O vestiário no Morumbi está pegando fogo, com muita cobrança interna e externa. O lado psicológico deve afetar muito o São Paulo nessas próximas duas partidas. Aguirre vai ter que fazer mágica pra convencer os jogadores e deixar toda essa história de lado e jogar bola.

Principalmente se o time sair atrás no placar, momento onde o Tricolor despenca e parece não apresentar poder de recuperação.

Por outro lado, o Corinthians joga mais solto. Atual campeão Brasileiro, não tem obrigação de levar esse título, decide o mata-mata em casa e ainda não perdeu um clássico sequer nesse ano.

Nesse confronto, apesar de entender que seja equilibrado do começo ao fim, o Corinthians deve levar vantagem. Somente uma entrega extra de personalidade e futebol salvariam o São Paulo.

Agora falando de Santos e Palmeiras, acredito em uma classificação mais tranquila do Palmeiras.

O Santos entrará em campo daqui a pouco com 7 jogadores da base.

Sem dúvida, a base do Santos é uma das mais, senão a mais gloriosa do País. Não param de aparecer craques, depois mal-negociados pelo Peixe.

Mas uma coisa é os meninos deitarem e rolarem em cima de times menores, em jogos sem pressão, com o Papai Jair aplaudindo mesmo os erros dos meninos.

Outra coisa é enfrentar o melhor elenco do Brasil em uma semi-final de campeonato.

Se o Roger Machado não inventar de mexer no time agora, e surpreendentemente ele não está fazendo isso dessa vez, o Palmeiras deve resistir ao ímpeto Santista.

Com esse prognóstico, deve haver uma final cheia de emoção entre Palmeiras e Corinthians. Mas isso fica pra outro post.

Vamos torcer, em paz, cada um para o seu time. E ver se a lógica e a solidez confirmam suas teses, ou se teremos surpresas.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram