Não perde mais!

Hoje li uma notícia não muito relevante sobre a Fórmula 1 atual, que não costumo acompanhar mais e me lembrei algumas célebres corridas de Champ Car (antiga  Indy) que eu assistia com meu pai nos idos anos 1990/2000.Imagem relacionadaEram corridas por muitas vezes bem emocionantes, com muita troca de posição e quebras de motores, frustrando pilotos que lideravam a prova por grande parte da corrida, e acabavam não vencendo.

Meu piloto favorito era o brasileiro Raul Boesel (não sei exatamente porque, mas talvez no auge dos meus dez, doze anos, eu gostasse do som do nome Boesel). Certa vez, ele liderou o GP de Michigan desde o início, mas quando faltavam 25 voltas o motor fundiu e infelizmente, o piloto se aposentou sem ganhar nenhuma corrida para frustração de uma criança que já gostava de todo e qualquer esporte, mesmo sem imaginar como seria a vida com a criação da TV à cabo.

Até hoje, ouço em minha mente o bordão do grande Téo José que narrava as corridas. Quando havia a certeza da vitória de algum piloto (por exemplo, o Jimmy Vasser) já nos últimos metros da prova ele soltava à plenos pulmões: “Não perde mais! Jimmy Vasser vence o grande prêmio de Detroit!

Dito isto, escrevo este texto porque diferente de meu colega de blog Rodrigo Chamorro (leia aqui), creio que este ano o velho bordão “não perde mais” já pode ser dito para o Corinthians no Campeonato Brasileiro. Não estamos nos “últimos metros da corrida”, mas creio que o alvinegro de Parque São Jorge já enxerga a linha de chegada. Diferentemente da Indy, não enxergo o motor quebrando no final e a frustração do time que liderou o campeonato de ponta à ponta.

Nas últimas rodadas, o Corinthians teve alguns retardatários pela frente que o fizeram perder tempo (nas inesperadas derrotas para Atlético Goianiense e Vitória em Itaquera), mas seus adversários também tiverem problemas nas trocas de pneus, e mal conseguiram se aproximar.

Vejo o Palmeiras como a única equipe capaz de ameaçar a folgada liderança corintiana, mas ainda que tenha conquistado dez dos últimos quinze pontos, os onze pontos de frente do rival, ainda são bem confortáveis.

Resultado de imagem para palmeiras 2017

Analisando a tabela, o alviverde jogará em casa em 4 (Santos, Bahia, Ponte Preta e Cruzeiro) das próximas 6 rodadas (joga fora com Atlético Goianiense e Grêmio). Imaginando um excelente desempenho, com cinco vitórias e um empate, somaria 16 pontos. No mesmo período, o atual líder recebe o Coritiba e o Grêmio, e sai para enfrentar Cruzeiro, Bahia, Botafogo e Ponte Preta. Mesmo com a marcante queda de desempenho e a grande ajuda da arbitragem nas duas últimas rodadas em que não merecia nem um empate no Morumbi, não vejo o Corinthians fazendo menos de 10 pontos nestes jogos.

Neste cenário, a diferença seria reduzida à cinco pontos antes da rodada 32 em que as equipes se enfrentam com mando corintiano, que poderia tranquilamente jogar fechado por um empate para manter esta distância e apenas administrá-la nas seis rodadas finais.Resultado de imagem para corinthians Sabemos que são apenas suposições e exercício de futurologia e que somente em 05 de novembro, ou seja, daqui a 40 dias, saberemos se os palpites do blogueiro estavam corretos. Mas para mim, a nação corintiana pode chamar Téo José e soltar o bordão.

E você, caro leitor, o que pensa?

 

 

 

 

 

Comentários do Facebook

Um comentário em “Não perde mais!

  • 27 de setembro de 2017 em 14:54
    Permalink

    Se a CBF deixar, acredito que ainda tenha disputa visto que o fraco Corinthians está despencando na tabela. Não é possível ser campeão fazendo um excelente primeiro turno e um segundo turno horrível, exceto com a tradicional ajuda do apito amigo!

Deixe uma resposta

Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube
Instagram