Levir, o ex-treinador em atividade


“Burro com sorte”, bom de entrevistas e como ele mesmo se definiu naquela que deveria ter sido sua última passagem pelo Galo, Levir é “um cara legal.” Reconheço sua identificação com o clube, sua história conosco e o bom humor. Mas a teimosia não é nova. E não será agora que mudará. Pra quem viu Levir barrar o excelente Cicinho, assistir agora sua insistência com Patric e Elias é normal.

Levir não está no patamar dos grandes pra ter esse espaço todo pra tantos erros. Muitos argumentam que Felipão que já passou dos 70 anos é a prova que futebol não de desaprende. Mas Levir é o típico caso do ex-treinador em atividade. Tirando o vice campeonato do Brasileirão em 2015, desde então vem empilhando trabalhos pífios. Quase rebaixamento no Japão e demissões em Fluminense e Santos sem deixar saudades.

Enquanto Felipão evoluiu na China (sim, isso é possível) vem mostrando sua reciclagem. Frequentemente é visto consultando o time de analistas do Palmeiras. Já Levir, continua com suas entrevistas divertidas e nada mais. O burro com sorte deveria investir num novo livro, talvez algo relacionado com a teimosia.

Infelizmente a Libertadores ficou difícil.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta