Cheio de mudanças, Corinthians apenas empata em casa na estréia do Paulistão!

Após um fim de ano desesperador para a torcida corinthiana, 2019 chegou trazendo boas novidades trazidas pela diretoria alvinegra incluindo o retorno do vitorioso técnico Fábio Carille, bons nomes reforçando a equipe como Boselli, Ramiro e Manoel, dispensa de jogadores que não acrescentavam em nada ao elenco como Róger, Jonatas e Marquinhos Gabriel, além do tão aguardado contrato de patrocínio master com o banco BMG.

Se fora de campo a torcida se mostra esperançosa por um ano melhor, dentro de campo em sua estréia oficial na temporada, o Corinthians mostrou o mesmo futebol fraco do final do último ano. Verdade seja dita, os comandados de Carille pegaram um São Caetano que, assim como a maioria das equipes de menor expressão do estado, já vinha treinando desde o ano passado visando um melhor início no regional, fora o fato de ainda estar com um time em formação e desentrosado.

Das novidades apresentadas no time titular, alguns nomes já conhecidos pelo torcedor como a entrada de Marllon na zaga e o retorno de Gustavo (ou Gustagol para os mais empolgados) no comando do ataque. Já sobre os reforços, o Corinthians estreiou muitas caras novas. Richard, Ramiro, André Luis e Sornoza fizeram suas estréias oficiais com a camisa corinthiana.

Mas quando o assunto foi futebol, pouco pode se ver em campo. A equipe do ABC, claramente na proposta de se defender inicialmente, fez um primeiro tempo mais eficiente, fechando os espaços do time da casa. Destaque para o ala direito Capa, que fez um bom jogo ofensivamente, e sofreu a falta que ocasionou no pênalti convertido por Rafael Marques (aquele ex-palmeiras e botafogo). Mesmo perdendo, a equipe corinthiana sofria para criar chances, e pouco produziu no ataque. O time buscava sempre jogar pelas pontas, procurando sempre seu homem de referência, mas Gustagol não fez muito mais além de um gol bem anulado.

No segundo tempo, precisando ir pra cima, o Corinthians pressionou mais e teve mais volume no ataque, porém ainda pecando nas finalizações. O São Caetano arriscava nos contra-ataques porém sem muito perigo. As alterações de ambas equipes davam indício do rumo em que a partida tomaria. Enquanto o técnico do azulão Pintado reforçava o meio campo com a entrada de volantes, Carille colocava os jovens Pedrinho e Mateus Vital com o intuito de dar mais criatividade e velocidade para o time.

Porém, o gol de empate saiu apenas no último lance do jogo graças ao zagueiro Henrique, que após ótimo cruzamento de Jadson, nem precisou pular para sozinho desviar de cabeça para o gol. 1×1, placar final na estréia em casa. Resultado que pelas circunstâncias acabou sendo bom para o Corinthians, mas é fato que a torcida espera muito mais dessa equipe que vem sendo montada. Resta esperar para ver o que Carille vai conseguir extrair desse novo elenco nessa nova temporada que se inicia!

 

 

André Marcelino.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta