Quanto custa ser ofensivo? A falta de ambição mostra o quão fraco é o nosso futebol.

Foto Crédito: UOL Esporte

 

Nesta rodada, tivemos muitos clássicos e com isso, a expectativa de que bons jogos iriam surgir. Se fosse em outro país, seria uma rodada de muitos gols e tudo mais, mas como estamos falando do nosso futebol… Se você pegar os jogos envolvendo times do top 6, tivemos apenas a derrota do Internacional para a Chapecoense mais cedo, o resto, tudo empate.

Se você tirar o SanSão todos os outros jogos eram completamente “ganhaveis” e aposto que muita gente creditou tais vitórias. Existe uma resposta para a rodada fraca dos visitantes, a covardia do futebol brasileiro. Um futebol sem tesão de ganhar, de buscar o jogo e assim ter o mínimo de nível técnico.

O Palmeiras mostrou o que ele realmente é, um futebol pobre e limitado -ah, mas o Palmeiras tá numa sequência boa- e é verdade, olhando o bruto sim. Mas quando precisou jogar de verdade, perdeu para o Cruzeiro na Copa do Brasil.

OBS: Sem entrar no mérito da arbitragem, olhando pro campo.

O Atlético MG conseguiu empatar com o time B do Cruzeiro, onde dominou o jogo no primeiro tempo e conseguiu ser dominado no segundo e quase perdeu. O Flamengo não conseguiu se quer jogar contra o Vasco que vinha de 4 derrotas seguidas, tão pobre que precisou de um gol contra para empatar. E o Inter… conseguiu perder com 2 pênaltis a favor…

Se você não sabe o que esses jogos tem em comum? Não tem problema, o PDA te explica! O que há de comum entre esses são a covardia, a falta de ambição dos times e todos esses jogaram pelo empate. Não importa se o seu time é mais forte, se vive bom momento e o adversário está mal. Jogando fora de casa, a busca incessante pelo empate irá prevalecer.

O São Paulo é o melhor visitante desse campeonato, somou 19 pontos em 12 jogos. Ou seja, dos 36 possíveis, conquistou um ponto a mais que a metade. E serve para comparação pois o Corinthians do ano passado tinha quase 100% nos jogos fora de casa nessa altura do campeonato.

O engraçado é que só de imaginar que exista treinadores que comemoram empate ao invés de ir atrás da vitória… coisas do nosso futebol. Mas vale a lembrança de que, em um empate, você soma um ponto, mas deixa dois escapar…

O discurso dos treinadores é de que “esse um ponto pode fazer a diferença lá na frente”, mas, já imaginou que os 3 pontos poderiam fazer muito mais? Eu sei, não dá pra ganhar todos os jogos, o calendário e tudo mais. Mas o líder do campeonato, perdeu 2 pontos contra o Paraná há um tempo atrás.

O nosso futebol é fraco, as vezes os treinadores optam por “fechar a casinha” pra garantir o dia de amanhã no clube. Dentre todos os fatores a ser considerados, o principal é que o nosso futebol é muito fraco e apesar da disputa que temos pelo título mais clara entre São Paulo e Internacional, o nível técnico desse campeonato é tão fraco quanto os outros.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta