Neymar, Tite e o poder da mente!

O Brasil de Tite treina no moderníssimo centro do Tottenham Hotspur, um dos clubes mais tradicionais do futebol inglês, e seis jogadores podem se considerar em casa: afinal, a concentração de talento na Premier League já é base da seleção no século 21.

No 11º dia de preparação para Copa do Mundo, Tite indicou o time titular para o amistoso do próximo domingo, contra a Croácia. No treino desta quinta-feira à tarde, no CT do Tottenham, ele escalou: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Fernandinho, Paulinho, Coutinho e Willian; Gabriel Jesus.

A ausência de Neymar no grupo que vai iniciar a partida teve como primeira consequência os comentários de que a recuperação da fratura do quinto metatarso do pé direito não está “transcorrendo normalmente”, como tem garantido o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, e o preparador físico Fábio Mahseredjian. Mas a CBF garante que está tudo bem com o jogador, e que ele não teve nenhum retrocesso no processo de recuperação.

Neymar ainda é preocupação para a comissão técnica brasileira  

A menos de 15 dias do início do Mundial, recentemente o  coordenador da seleção, Edu Gaspar, detalhou cuidados de Tite com o lado psicológico do craque.

Neymar vai seguir protocolo que já vem fazendo no Paris Saint-Germain. Tem essa parte física, depois técnica, mas também a parte emocional, da responsabilidade, para que ele tenha a real dimensão do que estamos pensando. Não estamos pensando só no Neymar, essas estratégias de comunicação são com todos os atletas. Para quem está vindo de título, de pós-lesão… Temos uma série de outros nomes para que todos saibam bem o que estamos pensando — completou o coordenador da seleção.

Motivos não faltam para tal preocupação. Ao se transferir para o Paris Saint-Germain, o atacante procurava um atalho para ser o melhor do mundo, e a Copa estava incluída nesse plano. Porém Neymar não contava com alguns fatores como suas brigas com Cavani e posteriormente sua grave lesão que o tirou da reta final da temporada européia.

Neymar chegará pilhado, querendo “comer” a bola e mostrar que esta recuperado. E aí que mora o perigo caro leitor!

Como eu havia escrito aqui, Neymar precisa entender que ser a principal estrela não significa fazer tudo sozinho. Ele tem que lembrar que o Brasil não é o PSG, onde ele mete a bola embaixo do braço, faz “fusquinha” para bater um pênalti e segue como o Rei mimado de Paris! Isso, claro, se o brasileiro ficar em Paris, algo cada vez mais indefinido , devido ao interesse do Real Madrid.

Neymar precisa usar sua genialidade a serviço do time, sempre em direção do gol mas lembrando que o coletivo é o mais importante e que ele não tem que provar nada para ningúem. Que o técnico Tite continue com os pés no chão, fazendo o coletivo se impor ao talento individual, porque é aí, por mais incrível que pareça, que o segredo acontece nos grandes times: os craques podem ser geniais apenas quando o conjunto funciona como um relógio suíço bem ajustado!

Rumo ao Hexa Brasil!

Um abraço,

Fernando Michelutti.

Comentários do Facebook

Fernando Michelutti

São Paulino desde 30 de maio de 1982 - O São Paulo Futebol Clube foi, e continua sendo, sua primeira paixão na vida. É fanático por futebol e se deixar assiste até a 6° divisão do campeonato inglês naquele sábado chuvoso com direito a mesa redonda e replay dos gols. Tem como hobby colecionar camisas de clubes nacionais e internacionais, além de visitar estádios e sedes de clubes sempre que esta viajando ao redor do globo. É casado com a Santa Raquel - que nunca foi enganada sobre seu primeiro amor. Também é pai da Duda, do Dani e do Pedro - uma nova geração de são paulinos que vem forte rumo ao Hepta. Agora, junto com grandes amigos, também é blogueiro aqui no papo de arquibancada!

Deixe uma resposta