Qual é o caminho do Tricolor depois de mais uma eliminação?

Sim caro torcedor São Paulino, essa foi a 18º oitava eliminação seguida em mata mata nos últimos anos do nosso amado Tricolor. As piadas se proliferam e está cada dia mais difícil ver uma luz no final do túnel. A pressão psicológica, somada a inabilidade de jogadores, comissão técnica e dirigentes, mais uma vez nos causou uma eliminação em torneios de mata mata.

Sobre o jogo de hoje, Diego Aguirre e Jucilei deram a tônica do que foi a partida:

Diego Aguirre durante o empate do São Paulo com o Atlético-PR (Foto: Marcos Ribolli)

– “Eu não posso falar de coisas boas do time. Eu queria classificar. Eu falaria de coisas boas se tivéssemos conseguido a classificação. Temos de assumir que foi um fracasso a eliminação. Somos um time grande, que tem de brigar por coisas importantes. Temos de pegar essa responsabilidade e ir à frente. Domingo tem Campeonato Brasileiro, temos a Copa Sul-Americana. Eu não gosto de perder e não vou falar de coisas positivas hoje.”

 

Jucilei vê eliminação "inadmissível" do São Paulo na Copa do Brasil (Foto: Marcos Ribolli)– “Inadmissível, você está ganhando de 2 a 0 e deixa os caras fazerem dois gols. Não dá para entender. A gente queria tanto essa classificação, mas é levantar a cabeça. É revoltante, queria dar essa alegria para essa torcida, essa classificação. O time começou tão bem, um espírito de jogo, falei que hoje daria, mas mais uma vez fomos eliminados na nossa casa. É levantar a cabeça e continuar trabalhando porque tem o Brasileirão pela frente”

 

Não farei análises individuais ou falarei da história recente envolvendo os problemas que nossa “amadora diretoria” (pra não dizer coisa pior) vem criando nos últimos anos pois isso seria chover no molhado. As criticas são as mesmas desde muitos anos.

Essa semana estive no Morumbi na partida de segunda feira contra o Paraná e hoje novamente no duelo contra o Atlético-PR. Conversando com vários torcedores, muitos concordam com minha teoria: é hora de jogar como time pequeno e ganhar um título! Chega de desculpas ou eliminações!

Grande parte dos problemas que temos hoje em dia, vieram devido a soberba dos nossos dirigentes que acreditaram que éramos o Soberano e que o clube perpetuaria sua hegemonia somente pela sua estrutura pós Tri-Brasileiro. Mandou profissionais gabaritados embora, dizimou a fraca oposição, rasgou o estatuto, contratou na baciada e o resultado foi qual? Bom, todo mundo sabe!

A pressão só será diminuída com a chegada de um título, seja ele qual for!

Não concorda? Pense comigo!

A desclassificação de hoje, apesar de ceder o empate depois de estar ganhando por 2×0, não foi tão vexatória quanto algumas outras acontecidas no passado porém em nada elimina a frustração do torcedor. Os quase 30 mil são paulinos, que diga-se de passagem estão de parabéns por ter ido apoiar o time num horário patético, vaiaram a equipe no final do jogo e uma pequena parte ficou na frente da saída do Morumbi para protestar contra jogadores, comissão técnica e diretoria. Ou seja: mesmo jogando melhor e tendo uma postura mais firme, a eliminação é sentida do mesmo jeito e ninguém aguenta mais!

E para buscar um título hoje, eu repito: temos que jogar fechadinho, por uma bola, ganhando de 1×0 e olhe lá! E a melhor forma de fazer isso é em um torneio de pontos corridos!

Qual foi a última grande campanha que o Tricolor fez nos últimos anos? Foi a desclassificação nas semi-finais da Copa Libertadores de 2016, com aquele time comandando por Edgardo Bauza.

E como aquele time jogava? Fechadinho, por uma bola, brigando como um time que era inferior tecnicamente! Senão fosse a presepada da arbitragem no jogo de Medellín.

Mesmo quando admitimos nossa inferioridade, a arbitragem veio e tudo foi por água abaixo. Em um campeonato de pontos corridos, isso é mais difícil de ocorrer, pois no exemplo do Brasileiro, teremos ainda 37 rodadas pelas frente e a vitória por 5×0 ou por 1×0 valem os mesmos 3 pontos!

Vale a pena lembrar que o São Paulo já usou deste expediente na época da construção do Morumbi!

Naqueles tempos, devido a todo o investimento ser direcionado a construção do estádio (que os babacas dos nossos rivais dizerem que foi com ajuda do governo e outras abobrinhas…), o time era muito fraco tecnicamente e nos levou a maior seca de títulos da nossa história. Isso só foi quebrado quando o clube voltou a investir no futebol, trazendo nomes como: Forlán, Gerson, Toninho Guerreiro, entre outros….E esse time demorou a engrenar!

Resultado de imagem para construção morumbi

E advinha como se deu a conquista do Bicampeonato Paulista de 1970-71? Jogando fechado, sem dar espetáculo, sabendo que o peso da “fila” só sairia das costas do clube e dos jogadores com uma conquista novamente de um título importante para a época! Ps. O Paulistão daquela época era disputado no modelo de pontos corridos – mais detalhes podem ser lidos aqui.

Precisamos “fechar a casinha” e dar foco onde os rivais não darão: no Brasileirão!

Para ganhar um campeonato de pontos corridos, como o Brasileirão, é preciso ter gordura para queimar quando os grandes clubes forem caindo nos torneios de mata mata e voltarem suas atenções novamente ao campeonato. Olhem o exemplo do clube de Itaquera ano passado: depois de uma campanha excepcional no primeiro turno, fez um segundo turno de time rebaixado, e ainda assim foi o campeão.

Temos que parar com essa história de que mata mata é mais fácil! Isso não é verdade para um time que sempre entra pressionado em campo e que sente qualquer erro que comete.

Aguirre e a diretoria devem focar no campeonato Brasileiro! Buscar 100% de aproveitamento dentro de casa, entrando sempre com força máxima, e fora de casa jogar bem postado, como nosso glorioso 3-5-2, buscando pontos importantes contra times de menor expressão ou que não estejam enfrentando um bom momento no campeonato, seja por deficiência técnica ou por dar foco em outros torneios. O exemplo de jogos fora de casa deve ser a partida contra o Rosário Central -ARG na última semana.

Sei que minha teoria pode parecer loucura, mas analisando as 20 equipes do Brasileirão, a parada para a Copa do Mundo da Rússia e Copa do Brasil e Libertadores tendo suas finais em Dezembro, o São Paulo hoje tem um bom elenco e se jogar com vontade e se tornar um time cascudo sob o comando de Aguirre, pode buscar o titulo do Brasileirão 2018 enquanto os rivais brigam pelas Copas!

Somente um título trará a tão desejada paz novamente aos lados do Morumbi!

Saudações Tricolores,

Fernando Michelutti.

Comentários do Facebook

Fernando Michelutti

São Paulino desde 30 de maio de 1982 - O São Paulo Futebol Clube foi, e continua sendo, sua primeira paixão na vida. É fanático por futebol e se deixar assiste até a 6° divisão do campeonato inglês naquele sábado chuvoso com direito a mesa redonda e replay dos gols. Tem como hobby colecionar camisas de clubes nacionais e internacionais, além de visitar estádios e sedes de clubes sempre que esta viajando ao redor do globo. É casado com a Santa Raquel - que nunca foi enganada sobre seu primeiro amor. Também é pai da Duda, do Dani e do Pedro - uma nova geração de são paulinos que vem forte rumo ao Hepta. Agora, junto com grandes amigos, também é blogueiro aqui no papo de arquibancada!

Um comentário em “Qual é o caminho do Tricolor depois de mais uma eliminação?

Deixe uma resposta